Não Seja um Suícida


(Por Osny Alves)

Há diversos tipos de suicídio, mas estamos mais costumados a ouvir sobre pessoas que tomam veneno, ou simplesmente apontam uma arma a sua cabeça e disparam. Ato este de covardia, existente em sua carreira como ser vivo.
Mas há também outros que insistimos não ver, que também são tipos de suicídio. Vamos a eles: Correr em alta velocidade é um suicídio. Seguido de assassinato, acaso tenha mais alguém junto com o motorista, ou um piloto de motocicleta que insiste em empinar sua arma, quer dizer, sua moto, em um lugar cheio de pessoas, ou mesmo, onde apenas ele se encontra.  Ou se encontram.

Outro exemplo de suicídio é deixar seus filhos fazerem suas próprias escolhas, como perderem tempo demais na TV ou em frente ao computador, ou em jogos, desprezando assim os estudos, trabalhos, ou responsabilidades do dia a dia. Já que eles não detêm, em seu poder, experiência suficiente de vida e nem por mostrar preocupação com seu breve futuro. Neste caso os suicídios são dos próprios filhos, onde seus pais são os responsáveis diretos deste ato.

Más escolhas, também podem ser contadas como atos de suicídio, a escolha de certos amigos, de alguns esportes radicais que não permitem nenhum tipo de segurança, se houver morte, saiba que você poderia ter evitado isso.

Deixar de viver por conta própria, não requer coragem, requer covardia, a batalha chega à sua porta todas as vezes que desperta, seja na manhã de um dia lindo, ou não, basta estar vivo para que se tenha uma guerra a sua frente, mas por que desistir? Temos que nos agarrar em um porto seguro, seja Ele Deus, ou um amigo, um bem, ou qualquer outra coisa que o faça se firmar e manter-se no foco. Esse foco pode ser qualquer coisa. Desde que você o mantenha firme, saiba desde agora que será um herói, para seus filhos, para seus familiares, para seu cônjuge, e mesmo que nunca lhe digam, saiba de antemão que você já é o meu herói. Deus tem heróis nesta terra você pode ser o herói dEle. Então! Vai desistir?


Postagens mais visitadas