AMO-TE MAIS TARDE



   Eu gostava de saber que definição fazem do amor hoje em dia. Acho que não sou deste tempo...Ouvi um dia destes e por acaso uma moça dizer a um pretendente que ele não fazia o estilo dela. Eu realmente observei o rapaz e não vi nada que tivesse de esquisito. Era um rapaz normal , simpático. educado e bem parecido.
Agora pergunto: O amor é feito de estilo? O que é isso de estilo? E eu que pensava que o amor era algo transcendental. Sou eu que estou a ficar velho???!!!!!.
   Parece-me que não entendem o que é o amor e definitivamente não sabem amar.
Amar é o sentimento mais puro que o ser humano pode desejar dentro do coração.
Dizem também que tem de existir click entre duas pessoas. Pergunto novamente:
O amor é ficha ou interruptor eléctrico? Tem a ver com a electricidade? Ou será que não pagaram a luz? E ficam na sombra. Meu Deus...o amor é coisa simples; é o despertar dos sentidos, é carinho, ternura, é escutar o outro, estar lá quando ele precisa, é também alertar para os erros cometidos, puxar as orelhas se for preciso.
   Vive-se na ganância, no consumo exagerado, na inércia, no dinheiro fácil. E depois que resulta daí?. Ligo a televisão e assisto: Homem mata mulher a facada. Mulher pega fogo ao marido. Será que o amor agora virou violência? Virou obsessão?
Pertencemos a alguém, somos propriedade, terreno, habitação? É preciso passar factura?
Estamos tão perdidos meus caros...estão a perder o melhor da vida! O sol, o amanhecer, o entardecer, o pôr do sol, a melodia dos pássaros, o sabor das ondas e o cheiro das flores.
  Amar é tão bom! Hoje vi um sorriso da minha mãe quando lhe dei um beijo na face de despedida. Isso é amor! Vi um casal passeando de mão dada e sorrindo. Isso é amor!.
O que quero dizer com isto tudo; é que amar é mais além. Não se ama por dinheiro. Não se ama por capricho. Não se ama sem chama. Não se ama porque é bonito.
Amar não são beijos e abraços e sexo. Amar não tem condição social.  Nunca amarás verdadeiramente se não seguires o coração e manteres os pés assentes na terra.
  Sei que não dão importância ao amor como eu e que certamente chamam-me lamechas, que acham que sou frouxo, que não tenho condição social nem estatuto, que sou isto e aquilo. Tantas opiniões e ilações erradas. Eu sou eu. Apenas eu. Simplesmente eu! É tão bom sermos nós.
  Agora que o tempo passa e não pára, não venham dizer que : Amo-te mais tarde.
Eu quero amar agora enquanto é tempo e sinto-me vivo! Por isso abram os olhos para o amor e deixem-se de tretas...


                                        Nuno Garcia  05/02/2015





Postagens mais visitadas